sábado, 9 de agosto de 2014

É como perder um amigo, ou um amor. Desabafando.

Hoje vai ser mais um dia de muitas postagens... tenho uns 3 assuntos para dividir com vocês, tímidos leitores do meu blog. Coloquei um contador de visualizações há 2 dias e de lá pra cá já recebi 20 visitas! Pelo painel de controle do Blogger, me aparecem mais de 70 visualizações desde que criei o blog. Concluo então que tenho leitores muito tímidos. Tudo bem, mas seria ótimo se vocês compartilhassem comigo suas experiências também. Uma mão lava a outra, certo?
Mas voltando ao foco do blog... rs

Hoje eu completo 18 dias sem fumar! Uhuuuuu!




Mas, mais doque estar há 18 dias sem fumar, a grande vitória dessa semana foi ter me despedido de um "amigo" de 14 anos. Isso mesmo, amigo.
O que as pessoas que não fumam não conseguem entender é que existe um vínculo entre o fumante e o cigarro. Se isso é bom ou ruim, não vem ao caso questionar, mas é assim que funciona.
Eu tenho participado muito de grupos de discussão de ex-fumantes e o que eu mais li foi que a parte mais difícil de deixar de fumar, é voltar a vida normal sem o bom e velho amigo de anos...
E a sensação é exatamente essa.

No meu caso, o cigarro me ajudava a contar até 10 antes de mandar as pessoas irem pra pqp, me fazia companhia quando eu estava sozinha em casa, fazia a espera ser menos longa, a ansiedade ser menos torturante... enfim, um grande amigo que me acompanhou por 14 anos.
Hoje eu sei que era um amigo da onça. Mas não tem como simplesmente esquecer dos 14 anos em que ele fez parte da minha vida. Pouca gente entende isso. E desse pouco que entende, 1% ou menos, não te chama de burro, imbecil e diz "bem feito" quando você vai embora. Todo o resto faz isso. E acham que você não sabe.

Deixa eu colocar a minha situação em um ponto de vista mais comum...
Você já  levou um pé na bunda? Mas um pé na bunda bem dado, daqueles que te fazem chorar por horas diariamente? Daqueles que você procura entender o motivo e não encontra e que dói lembrar?
Pois bem, todo ser humano com mais de 20 nos já deve ter passado por isso. Se não passou, vai passar.
Quanto tempo você precisou para se recuperar? Depois de quanto tempo a dor realmente passou?

Guardadas as devidas proporções, largar o cigarro é mais ou menos assim. 

Então assim, quando você não tiver uma palavra amiga para oferecer a uma pessoa que esta em rehab, fique quieto. Chamá-la de burra e dizer que o que ela esta passando é consequência da burrice dela, não vai ajudar. Ela já sabe disso e está lutando para reverter a situação e o processo é muito mais doloroso do que você imagina. 
Você não precisa bajular, passar a mão na cabeça... não é isso.
Mas um "parabéns, você esta vencendo" não custa, não dói e pode ser o empurrão que a pessoa esta precisando para passar mais um dia sem fumar. Pense nisso. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário